top of page

Como descobri o Ren Xue

46513406_521182338362999_868688455376515
portugal-logo-RGB-horiz.jpg
ticha2.jpg

O Ren Xue foi desenhado para servir a Humanidade!

No ano de 2012, dei por mim à procura de respostas para as taquicardias que desenvolvi, bem como ataques de pânico.

Já gostava de psicologia, o comportamento humano despertava em mim grande curiosidade e obviamente queria entender porque os humanos acabavam por demonstrar tanta insensibilidade para com o outro, como eram capazes de fazer algo que com certeza não queriam para si próprios? Comecei a ler conteúdos relacionados com astrologia, numerologia kármica, hipnose regressiva e queria muito aprofundar os meus conhecimentos nesta área, até que em conversa com o meu amigo Norberto Rodrigues, acabámos por falar do REN XUE e do YUAN TZE.

 

Nesse mesmo ano, sem saber ao que ia, mas com plena confiança no Norberto, viajei para a Alemanha onde haveria um workshop no fim-de-semana com o Yuan Tze. No segundo dia aconteceu algo que nunca havia acontecido com outro professor, ele comunicava do coração dele para o meu. Como podia eu saber a informação que ele transmitia em Mandarim, sem que a Melissa, sua interprete tivesse ainda traduzido em Inglês?

Foi assim que iniciei o meu novo caminho. Quase sempre em autonomia (ainda que houvesse sempre o suporte do Norberto).

Li todos os livros do Yuan Tze e comecei a praticar Qigong.

 

O meu estado emocional melhorou consideravelmente, as  fortes enxaquecas, que por vezes me atormentavam e só melhoravam com injeções intravenosas, deixaram de existir.

Três dias após uma queda, fui ao hospital com dores e dificuldade em respirar profundamente. Deitar-me e levantar-me da cama era extremamente doloroso. O Raio X confirmou a costela fraturada. 

A médica recomendou repouso e receitou-me analgésicos.

Uma semana depois viajei de autocarro durante 24h e trabalhei cerca de 10 dias nas vindimas.

Fiz a reabilitação da costela fraturada em tempo bastante reduzido (duas semanas e meia), enquanto trabalhava em França nas vindimas.
Mantive uma rotina e estado muito específico durante este período. Foquei-me no meu estado e em todos os movimentos que fazia, no final do dia, após o banho, fazia aproximadamente 1h de prática de Yuan Gong. Regressei a Portugal sem dores e com mobilidade total.

 

Para além destas alterações físicas, fiz também muitas evoluções ao nível da compreensão e da descoberta do amor próprio, respeito e auto conhecimento.

 

Tudo isto levou-me a abraçar a missão do Ren Xue “Zi Du, Du Ren” – elevar-se a si mesmo e ajudar os outros.

A minha formação como professora de Educação Física ficou enriquecida com o Ren Xue. O meu propósito é promover sempre o bem-estar e saúde dos meus alunos, bem como a partilha de conhecimentos, daquilo que sempre me fez feliz. Mas só depois de receber e aplicar os conhecimentos do Ren Xue percebi que: “Agora sim, sei o que é provar momentos de felicidade e contentamento!”

bottom of page